terça-feira, 30 de agosto de 2011

A PROCURA DA FELICIDADE- PENSAMENTO DE AUGUSTO GURY

http://1.bp.blogspot.com/_bTfNuA84DYE/TQGvg8a0QTI/AAAAAAAAAEo/y_JJ78QUkFE/s1600/felicidade.jpg

Não é tão simples viver a vida.
As vêzes, ela contêm cápitulos imprevisiveis e inevitáveis.
Mas é possivel escrever os principais textos de nossas vidas.

Nos momentos mais dificieis de nossa existencia.
Todo ser humano passa por turbulência em sua vida.
Alguns faltam pão a mesa.
A outros a alegria na alma.
Uns lutam para sobreviver.
Outros são ricos e abastados,
Mas mendigam o pão da felicidade da tranquilidade.

Que pão falta em sua vida?
Quando o homem explorar o pequeno atómo ou espaço e disser que dominam o mundo.
Quando conquistar as mais complexas tecnologias e disser que sabe tudo
Então ele terá tempo para se voltar prá dentro de si mesmo.
Nesse momento descobrirá que cometeu um grande erro.

Qual?
Compreenderá que dominou o mundo de fora mais não dominou o mundo de dentro.
Os imensos territórios de sua alma.
Descobrirá que se tornou um gigante na ciência,
Mas que é um frágil menino
que não sabe navegar nas águas da emoção.
E que desconheçe os segrêdos
que tecem as cochas de retalhos da sua inteligência.

Quando isso acontecer, algo novo acontecerá.
Ele encontrará pela segunda vez a sua maior invenção, a roda.
A roda?
Sim, só que dessa vez será a roda da emoção.

Encontrando-a ele encotrará territórios poucos explorados.
E por fim , encontrará o que sempre procurou, o amor.
O amor pela vida e pelo autor da vida.
Quando aprender a amar
o homem não derramará lágrimas de tristeza mais de alegria.
Chorará não pelas guerras ou pelas injustiças.

Mas porque compreendeu que procurou a felicidade
em todo o universo e não a encontrou.
Perceberá que Deus a escondeu no unico lugar
que ele nunca pensou em procurar.
Dentro de si mesmo.

Nesse dia sua vida se encherá de significado
E uma revolução silenciosa acontecerá
no amâgo do seu espirito.

A soberba dará lugar a simplicidade.
O julgamento dará lugar ao respeito.
A discriminação dará lugar a solidariedade.
A insensatez dará lugar a sabedoria.

Mas, esse tempo ainda esta distante.
Porque?
Por que nem ainda descobrimos
que a pior miséria humana
se encontra no solo da emoção.

O homem sonha em viver dias felizes, mas não sabe conquistar a felicidade.
Os poderosos tentaram domina-la.
Cercaram-na com exércitos.
Encurralaram-na com armas.
Pressionaram-na com suas vitórias.
Mas a felicidade os deixaram atonetos.
Porque nunca o poder conseguiram controla-la.

Os magnatas tentaram compra-la.
Construiram impérios
Amealharam fortunas.
Compraram jóias.
Mas a felicidade os deixou perplexos.
Pois ela jamais se deixou vender
E disse-lhe:
O sentido da vida encontra-se no mercado
Aonde não existe dinheiro
Por isso há miseráveis que moram em palácios
E ricos que moram em casebres.

Os cientitas tentaram entender a felicidade
Pesquisaram-na, fizeram estatisticas
Mas ela os confundiu falando-lhes.
A lógica numérica jamais
compreenderá a lógica da emoção
Pertubados descobriram
que o mundo da emoção é indecifravel
Pelo mundo das ideías
Por isso os cientistas que viveram uma vida
completamente lógica e rigida
Foram infelizes.

Os intelectuais buscaram a felicidade nos livros de filosofia
Mas não a encontraram
Porque?
Porque há mais mistérios
entre a razão e a emoção
Do que jamais sonhou a mente dos filósofos

Os famosos tentaram seduzir a felicidade.
Ofereceram em troca dela
os aplausos os autografos
O assédio da tv
Mas ela golpeou-lhes dissendo-lhes.
Escondo-me no centro das coisas simples
Rejeitado o seu recado
muitos não trabalharam bem a fama
Perderam a singeleza da vida
Se angustiaram e viveram a pior solidão
Setir-se só no meio da multidão

Os jovens gritaram:
O prazer de viver nos pertence
Fizeram festas e promoveram shows.
Alguns se drogaram
e apreciaram viver perigosamente
Mas a felicidade choco-os com o seu discurso
Eu não me encontro no prazer imediato
Nem me revelo aqueles
que desprezam seu futuro
E as consequencias dos seus atos

Algumas pessoas creram
que pudessem cultivar a felicidade em laborátorio
Isolaram-se do mundo
Baniram as pessoas complicadas de sua estória
E as dificuldades de suas vidas
E gritaram:
Estamos livres de problemas
Mas a felicidade sumiu
E deixou-lhes um bilhete
Eu aprecio o cheiro de gente
E cresço em meio
aos trastornos da vida

Porque muitos falharam
em conquistar a felicidade?
Porque quiseram
o perfume das flõres
Mas não quiseram suas mãos
sujas para cultiva-las
Porque quiseram
um lugar no pódio
Mas desprezaram a labuta dos treinos

Nenhum comentário:

Postar um comentário